Educação

Como será a matrícula e acesso às aulas na rede pública durante a pandemia

O acesso desigual a ferramentas digitais, conectividade e falta de treinamento impuseram desafios invisíveis aos governos, escolas e professores para envolver os alunos em educação de longa distância durante a pandemia COVID-19, algo que inclusive está perigando a dimiuir as taxas de matrícula em Salvador 2021 e outros estados que têm baixa incidência de adesão digital por alunos do ensino fundamental e médio.

Esta mudança abrupta afecta todos os actores dos sistemas educativos, mas os alunos de baixo nível socioeconómico podem ser atingidos de forma crítica: os governos estão preocupados com o risco de aprofundar as já grandes diferenças de aprendizagem entre os grupos socioeconómicos e a taxa de abandono escolar. Para discutir esses desafios, a equipe de Educação Brasileira do Banco Mundial fez parceria com a organização não governamental Todos Pela Educação (TPE) e o Conselho Nacional de Educação para realizar o webinar “Educação diante de uma pandemia”.

Pandemia ensino EAD

No Brasil, mais de 180 mil escolas estão atualmente fechadas e 47 milhões de estudantes estão tentando se adaptar a uma nova rotina de educação à distância por causa da pandemia COVID-19. No entanto, o acesso desigual a computadores e ferramentas digitais tornou difícil para os professores se matricularem e ensinarem alunos de baixa renda, que já são os mais propensos a abandonar a escola. Para discutir esses desafios, a equipe de Educação Brasileira do Banco Mundial fez parceria com Todos Pela Educação (TPE), uma das mais influentes fundações de educação do Brasil, e o Conselho Nacional de Educação (CNE) para realizar a “Educação em Face de uma pandemia” webinar.

Mais de 4.000 pessoas de todos os estados do país se inscreveram para o evento de três horas, incluindo secretárias de educação, diretores e professores. Para incluir o maior número possível de pessoas na discussão,o webinar foi transmitido na WebEx e no canal do YouTube do Banco Mundial e entre a conversa esteve presente as temáticas de inclusão digital, como aumentar o acesso a matrícula digital e técnicas do ensinamento remoto que podem ser implementada com urgência pelas escolas da rede pública de ensino.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *